Novos promotores de Justiça escolhem locais de atuação em reunião com PGJ

foto 27

Foram definidas hoje, 17 de maio de 2017, as promotorias de Justiça onde vão atuar os seis promotores substitutos convocados pela Procuradoria-Geral de Justiça do Estado do Amazonas, em 27 de abril deste ano. Esta é a primeira convocação de aprovados do concurso realizado em 2015/2016 e, segundo o Procurador-Geral, Carlos Fábio Braga Monteiro, materializa o seu compromisso com a melhoria das condições de atuação do órgão ministerial junto à população do interior do Estado. Na abertura da reunião, Fábio Monteiro reiterou a disposição de, garantidos os recursos financeiros para isso, convocar todos os aprovados no último concurso para Promotor Substituto.

“Nosso compromisso é fortalecer o MP-AM como um todo. Entendemos e respeitamos as medidas tomadas no âmbito do Judiciário estadual, mas queremos garantir a presença do Promotor de Justiça, de forma permanente, em cada município do Amazonas, com plenas condições de trabalho e de atuação”, declarou o PGJ.

A reunião com os novos promotores ocorreu no gabinete do PGJ, com a presença da Subprocuradora-Geral para Assuntos Administrativos, Leda Mara Albuquerque, do Secretário-Geral, Vicente Augusto Borges; da Diretora de Administração, Vívian Donato Lopes, e equipe de servidores.

O primeiro colocado, Promotor de Justiça Fabrício Santos Almeida, vai atuar na 1ª PJ de Humaitá; Timóteo Ágabo Pacheco de Almeida vai assumir a PJ de Eirunepé, e Wesley Machado Alves vai para a PJ de Coari. As promotoras de Justiça Lílian Nara Pinheiro de Almeida, Marina Campos Maciel e Maria da Graça Giulietta Cardoso de Carvalho, vão atuar, respectivamente, em Tabatinga, Carauari e Santo Antônio do Içá.

A posse dos novos membros do MP-AM será no próximo dia 2 de junho, no auditório Carlos Alberto Bandeira de Araújo. Além de apresentar um informe geral sobre os projetos, ações e medidas em andamento no MP-AM, o PGJ Fábio Monteiro falou sobre a fase inicial da carreira no órgão ministerial, apontando os desafios e oportunidades de aprendizagem decorrentes da atuação no interior do Estado.

“Nem tudo será dificuldade. A carreira no MP é bastante estimulante, especialmente para quem já deu mostras da própria capacidade, alcançando as primeiras colocações em um concurso cada vez mais disputado. Temos uma necessidade muito grande e queremos aproveitar da melhor forma possível o potencial desses novos promotores”, declarou o Procurador-Geral.


Últimas Notícias
CEAF abre inscrições para curso de Investigação Criminal

Notícias
O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), por intermédio do Centro de Apoio Operacional de Inteligência,...
Curso “100 Acórdãos do TCU sobre Planejamento e Licitação de Obras Públicas” será realizado na sede do MP-AM

Notícias
  Nos próximos dias 29 e 30 de junho será realizado o curso “100 Acórdãos do TCU sobre Planejamento e...
MP-AM recomenda que Semed não renove contrato com empresa de merenda escolar

Notícias
  O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), em conjunto com o Ministério Público de Contas do Estado...
Equipe de Promotores Especializados da capital impulsiona procedimentos extrajudiciais em Parintins

Notícias
  O município de Parintins, a 369 km de Manaus, foi o segundo a ser atendido pelo Programa criado pela...