Proposta trata da criação de comissão para fomentar atuação do MP na área da saúde

Proposta CNMP SAÚDE

O conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) Luiz Fernando Bandeira de Mello (foto) apresentou proposta de resolução que visa a criar a Comissão Extraordinária de Aperfeiçoamento e Fomento da Atuação do Ministério Público na Área da Saúde. A apresentação ocorreu nesta segunda-feira, 5 de fevereiro, durante a 1ª Sessão Ordinária de 2018.

Em sua justificativa, Bandeira de Mello disse que a comissão a ser criada no âmbito do CNMP será, além de extraordinária, temporária e terá como objetivo fortalecer e aprimorar a atuação dos órgãos do Ministério Público na tutela da saúde.

Para o conselheiro, é patente a legitimidade do Ministério Público para atuar nesta área, devendo assegurar e defender os direitos difusos dos usuários do serviço público de saúde que estejam sofrendo violação.

“Por ser agente político de transformação social, deverá o Ministério Público ter uma atuação positiva, visto que a Constituição Federal lhe conferiu instrumentos, como a Ação Civil Pública, para a judicialização de demandas que coíbam práticas ou omissões da administração violadora de direitos sociais”, falou o conselheiro proponente.

Bandeira de Mello também destacou que o artigo 197 do texto constitucional determina que as ações e serviços da saúde são de relevância pública e que ao Ministério Público foi conferida a tarefa institucional de zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados pela Constituição Federal.

Além disso, o texto constitucional consagra a saúde como um dos direitos sociais. “Preceitua a Constituição Federal, em seu artigo 196, que a saúde deve ser garantida pelo Estado mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”, afirmou Bandeira de Mello.

De acordo com o Regimento Interno do CNMP, a proposta será distribuída a um conselheiro, que relatará o processo e terá o prazo de 30 dias para o recebimento de emendas.


Foto: Sérgio Almeida (Ascom/CNMP).


Últimas Notícias
MP-AM denuncia escrevente cartorário por falsificação de documento oficial em Manicoré

Notícias
O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Manicoré, ofereceu à...
CSMP divulga listas de inscritos em processos de Remoção no Interior e na Capital

Notícias
O Conselho Superior do Ministério Público do Estado do Amazonas publicou, na edição do dia 18 de abril de 2018, do...
Ceaf apresenta Coletânea de Atos Administrativos 2017

Notícias
Está disponível no portal do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) a edição de 2017 da Coletânea de...
Ceaf promove treinamento em mediação de conflitos para membros e servidores

Notícias
O Ministério Público do Estado do Amazonas, por meio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional, realiza, nos...