CAO Combate Crime Organizado

 

banner_cao_2-02_thumb_medium331_278

CAO-CRIMO – Coordenação do Centro de Apoio Operacional de Inteligência, Investigação e Combate ao Crime-Organizado

 

ESTRUTURA, PERFIL E SITUAÇÃO TOPOGRÁFICA DO CAO-CRIMO:

 

O CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO - CAO-CRIMO, é uma Coordenadoria especializada do Ministério Público do Estado do Amazonas, com perfil investigativo e operacional, dirigida por um Procurador de Justiça e integrada por, no mínimo, 03 Promotores de Justiça, com atuação de tempo integral e dedicação exclusiva.

A composição do Cao-Crimo tem natureza multidisciplinar, devendo ter, se possível, promotores da área criminal e das áreas especializadas (consumidor, fazenda pública, controle externo, execuções criminais, urbanismo, meio ambiente e infância e adolescência, proteção a vítimas e testemunhas), dependendo da atividade a ser desenvolvida.

Topograficamente, o Cao-Crimo integra o Centro de Apoio Operacional do Ministério Público, como um dos órgãos auxiliares, com previsão legislativa no art.93 da Lei Orgânica do Ministério Público do Estado do Amazonas e criação por meio do Ato nº 144/2002, do Procurador-Geral de Justiça, alterado posteriormente pelo Ato 63 /PGJ, que modificou a sua estrutura orgânica, adequando-a às dinâmicas desenvolvidas pelo GNCOC, principalmente no que tange às atividades de inteligência, a partir da consolidação da doutrina de inteligência do mencionado grupo, passando o CAO-CRIMO a denominar-se Centro de Apoio Operacional de Inteligência, Investigação e Combate ao Crime Organizado.

O Cao-Crimo é o segmento do Ministério Público do Estado do Amazonas que integra o Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas, Promotor de Justiça Francisco José Lins do Rego Santos - GNCOC, do Ministério Público brasileiro.

FORMA DE ATUAÇÃO E METODOLOGIA DE TRABALHO:

Por força da especificidade de sua atuação, o Cao-Crimo atua em equipe, de modo a evitar individualizar condutas e procedimentos, como estratégia de assegurar que nenhum dos membros da equipe fique exposto a situações de risco pessoal.

Os métodos de trabalhos são baseados fundamentalmente nos recursos de inteligência, contra-inteligência, segurança orgânica e sigilo nas informações.

Dependendo da atividade, a equipe participa diretamente das operações, como forma de garantir a eficiência, a transparência e a confiabilidade nos resultados da operação.

Nas operações em que a equipe toma parte diretamente, todos os membros vestem uniforme de campanha na cor preta, do qual fazem parte os equipamentos de proteção (colete à prova de bala, balaclava etc.), com o objetivo de confundi-los com os policiais que participam da operação, valendo destacar que o Cao-Crimo atua invariavelmente em conjunto com a Policia Federal.

Precedendo o desfecho de cada operação, há todo um trabalho de planejamento, seguindo-se um cronograma, onde são obedecidas as etapas de: escolha do alvo, levantamento de dados, mapeamento da cidade com indicação dos alvos, enfim, a utilização dos demais recursos de inteligência e contra-inteligência, identificação das condutas criminosas e dos respectivos tipos legais violados, considerando-se as várias legislações, articulação com os demais órgãos envolvidos na operação, treinamento de pessoal, obtenção de mandados judiciais, formação das equipes que atuarão nos vários alvos, escolha da data da operação e realização da operação.

Coordenação: Lauro Tavares da Silva (Promotor de Justiça)

Contato: http://www.mp.am.gov.br/index.php/disque-denuncia